Brechós - Uma nova maneira de consumir

Qual é a mulher que não gosta de comprar? Ir ao Shopping para adquirir aquela sandália, bolsa ou blusa da moda, não tem preço! Mas, será que o consumo é feito de forma consciente e sustentável?

Na cidade do Rio de Janeiro, lá pelo século XIX, um mascate chamado de Belchior ficou conhecido por vender objetos e roupas usadas. Com o passar dos tempos, o nome Belchior se transformou em "Brechó". Essa prática se estende até os dias de hoje e, cá para nós, um negócio bem lucrativo e de manutenção quase zero.
O hábito de consumir já virou mania nos dias de hoje. Muitas mulheres são compulsivas e querem comprar tudo que vêem pela frente. São consumistas isso é fato, mas, o que elas  tem que aprender, e saber, é a se tornar consumidoras sustentáveis. E o que é isso? É comprar apenas o necessário e buscar novas formas de adquirir o bem desejado para que haja uma maior preservação do meio ambiente.

E lá vai a dica!

- Aprenda o prazer de trocar e comprar objetos já usados através dos Brechós.

- O Brechó proporciona momentos de prazer, gosto pelo consumo e da negociação na escolha pelo produto desejado, bem como o contato com outras pessoas de uma forma igual ou até mais prazerosa do que ir ao shopping.

Então mulheres, gostaram das dicas?! Espero ter ajudo e contribuído para um consumo mais consciente. Com essa minha primeira matéria para a Revista Mundo Mulher, inicio a Coluna Rmm sobre Meio Ambiente. Obrigada por sua leitura e deixe-nos seus comentários ou dúvidas, dessa forma, poderemos responder com todo carinho. Bjs.


categoria: ,

*Apreciou este artigo? Compartilhe-o e deixe-nos um comentário abaixo.

3 | Divulgue e Comente!

  1. Adorooooo brechós... depois enviarei lista básica de brechos em fortaleza \°/.
    Ótimo artigo Débora. :)

  2. Alguém tem uma lista de brechós do Rio de Janeiro?

  3. Olá, Ângela!

    Sei que tem um bem legal no Downtown na Barra da Tijuca. Uma amiga sempre vai e gosta muito.

    BeiJosy