Reflexões - Quem planta chuva...

Olá caras leitoras, é com grande prazer que após um período afastado do mundo virtual, estou de volta e desta vez vocês não ficarão livres de mim tão cedo (risos). Brincadeiras a parte, fico muito feliz de poder estar de volta e continuar esse trabalho, compartilhando pensamentos, reflexões e sentimentos com todas vocês.

Observei que o último texto “O sonho pode estar se realizando” teve muitos comentários e até gerou algumas dúvidas (se é que assim posso chamar), curiosidade, eu diria, e até revolta em algumas pessoas. Por esse motivo, achei necessário dar um retorno a todos que expuseram seus pensamentos e os compartilharam conosco.

Acredito que ninguém nesta vida tenha nascido junto com alguém, claro com exceções dos gêmeos, e acredito também que apesar de nascermos sozinhos, ninguém nasceu pra ficar sozinho nessa vida. Conhecer alguém que para muitos é coincidência, pra mim não é. Acredito que todas as pessoas que conhecemos nessa vida, é porque é necessário que a conheçamos e compartilhemos momentos juntos, aprendendo e ensinando as lições da vida. Cada um que passa por nossas vidas leva um pouco de nós e deixa um pouco de si.

Num relacionamento, só quem está dentro dele sabe o que de fato acontece. Aquele pensamento de que todas as pessoas irão te fazer sofrer, resta você decidir por quem realmente vale a pena sofrer, de fato é verdade. Um relacionamento repleto de turbulências com o tempo desgasta, até mesmo a mais dura pedra do mar se desgasta com o bater das ondas. Quando você percebe que o relacionamento não está mais caminhando num ritmo saudável, quando as brigas são mais constantes que os momentos de paz, e quando o retorno que se tem da outra pessoa não é positivo, você passa a refletir sobre que realmente vale. Quando mencionei no texto anterior ter “me perdido”, foi isso que quis dizer. Você constrói sonhos, compartilha inúmeros momentos, erra sim, mas aprende com os erros, e em determinado momento você percebe que já não é mais correspondido na mesma intensidade e que, ao invés de evoluir, passa a andar para trás. Você olha para si, para seus planos e se vê perdido, se perde querendo saber se isso é ser feliz, se esse é o caminho para a felicidade, ou se você está no caminho errado, pois isso não é nada do que você sonhou um dia.

Nada dá o direito nem a mim nem a ninguém de machucar outra pessoa, porém acredito que em determinados momentos devemos pensar em nós mesmos, não nos abandonarmos, e ver qual é o estado do nosso amor próprio. Muitas vezes precisamos nos encontrar, nos afastar não só para nos encontrarmos, mas para o outro se encontrar dentro de si para que cada um reveja os seus conceitos.

Tudo que aconteceu teve o seu motivo para acontecer. Sei que corações foram feridos, porém o meu não estava inteiro quando a decisão de me afastar foi tomada e até hoje não se curou. Não abri mão de um sonho, simplesmente pra sair por aí na farra, ou seja lá como queiram chamar. Abrir mão de um sonho é muito difícil, extremamente difícil, porém achei que nesse caso fosse necessário, pois a minha felicidade não parecia que chegaria, em meio a tanta turbulência. No momento em que me afastei, muitos foram os pedidos de desculpas, os fatos entendidos e compreendidos da noite pro dia e as mudanças de atitudes prometidas. Porém, por muitas vezes, me perguntei até que ponto isso era verdade ou era só uma forma de reconquista.

Sim, era um relacionamento que apesar dos pesares teve seus momentos felizes e de glória. Como comentado no texto anterior, acredito sim que o leite tenha sido derramado, porém, acredito que não se possa ser limpo, pois foi derramado em terra, e a mesma absorve qualquer líquido que por ela for derramado. Acredito na reconstrução mútua de confiança e de sonhos, pois onde há amor, ele sempre prevalece. Penso que posso falar sobre os meus sentimentos, mas em momento algum sobre sentimentos alheios e sobre a forma como são encarados pelas pessoas. Cada um sente seus sentimentos de uma forma diferente.

Nada acontece por acaso, nem mesmo as rupturas abruptas. Como eu disse no início do texto, temos nossa missão ao lado das pessoas, muitas vezes elas terminam e não percebemos, outras vezes ela deu apenas um solavanco para que tenhamos tempo de refletir e fazer com que a vida valha a pena.

Hoje não sinto remorso ou arrependimento, eu tive meus motivos e não poderia mentir pra mim uma felicidade que não existia no momento. Cai, fui ao fundo do poço, onde lá havia molas que me impulsionaram para fora do poço, para vida, para ter a oportunidade de recomeçar e mudar o final da minha história.

Corações feridos, olhos que choram, peito que aperta, ninguém jamais disse que a vida seria isenta de dores. Entretanto, há oportunidade de viver e fazer a diferença, de fazer acontecer e de poder escolher outro caminho, de perdoar e ser perdoado. De viver em paz consigo mesmo e ser simplesmente feliz ao lado de quem se ama.

O rio corre seu curso, o mundo da voltas, “Quem planta chuva colhe tempestade. Porém, após a tempestade sempre vem a bonança.”.

Procure sempre o lado positivo das experiências que a vida lhe coloca no caminho. Tudo, absolutamente tudo, tem o seu lado positivo.

categoria: ,

*Apreciou este artigo? Compartilhe-o e deixe-nos um comentário abaixo.

6 | Divulgue e Comente!

  1. Muito lindo. Parabéns.

  2. Leone says:

    Acho melhor você rever seus comentarios nesse texto,

  3. Joelma says:

    é engraçado ver que o ue escreveu é meio contraditório

  4. Fernando Silvestre says:

    Caros Leone e Joelma, como já cantou Lulu Santos: "Tudo muda o tempo todo no mundo." As pessoas mudam seus pontos de vista e seus pensamentos, graças a Deus. Aprendi nessa vida a retirar das coisas ruins que acontece as lições necessárias para a vida. No texto anterior eu estava em um momento, eu diria que trouxe a culpa pra cima de mim e exaltei a outra parte. Entretanto, após um período de muita reflexão, retomei a realidade que me faltava e me posicionei mediante saber que um relacionamento é feito de duas partes e que eu havia esquecido. Hoje estou em outro momento da minha vida, este o qual me leva a escrever tal texto. Como descrito no texto, "só quem vivencia um relacionamento, sabe o que acontece ou deixa de acontecer nele."
    Agradeço os comentários e a participação de vocês, continuem aproveitando do conteúdo da RMM e participando sempre. Vocês fazem parte e toda a diferença no nosso trabalho.

  5. Joelma says:

    Caro Fernando, apenas comentei que seu texo é contraditório, acho que a critica ou elogio sempre são bem vindas, o blog é um canal aberto onde todos que o visitam tem o direito de opinar, ou será que somente é para ficarmos passeando por ele?
    Percebi que alguns comentários tanto do texto anterior quanto do atual foram retirados, talves não aceite criticas ou possa ser a outra parte da história que tenha se manifestado e não concordado com alguma coisa escrita, sei que muitos devem estar interessados em conhecer o outro lado da história, achei de atitude os comentários que foram retirados,por baterem de frente com a idéia exposta, é apenas por isso que respondo sua analogia e esteja disposto a receber criticas, pois são elas que fazem nosso trabalho ficar melhor.

  6. Sabrina says:

    após ler os dois artigos lhe per gunto hoje como trazer a pessoa amada de volta? e se ela te pedir que de uma prova de amor? passei por isso a alguns anos e saiba q a confiança nunca mais foi restabelecida, se existir amor saiba que por mais q ele cresça será muito mais que necessário amor para reconstruir algo que perdeu.